Anveo EDI Connect / Config / Mappings / O conversor EDIFACT
Esta é uma tradução automática. O post original está disponível em Inglês .

O conversor EDIFACT

O conversor EDIFACT suporta a importação e exportação de qualquer tipo de lote EDIFACT em qualquer versão EDIFACT. Atualmente, não oferecemos suporte a tipos de mensagens EDIFACT interativas.

Assumimos que você sabe como trabalhar com linhas de mapeamento e como acessar as propriedades EDI.

Assistente de criação e atualização de mapas

O conversor EDIFACT tem um poderoso assistente para criar a estrutura de mapeamento a partir de um file de exemplo. Você também pode atualizar mapeamentos existentes a partir de arquivos adicionais, caso não tenha alterado o recuo das linhas de mapeamento. Por favor, tenha cuidado com a atualização de mapeamentos e sempre faça um backup primeiro.

Antes de executar o assistente, o módulo deve conhecer o padrão EDIFACT. Sem esta informação o assistente ainda poderá criar um mapeamento de trabalho, mas não pode reconhecer repetições e não sabe os nomes dos elementos, comprimento permitido, etc.

Descrevemos como importar as normas EDIFACT no capítulo de instalação.

Após importar a descrição standard correta, deve-se definir as propriedades do cabeçalho do Mapeamento EDI. Em seguida, você pode executar o assistente e selecionar o arquivo de exemplo. A análise do ficheiro pode demorar algum tempo, por isso certifique-se de que começa com um pequeno ficheiro. A execução do mapeamento será muito mais rápida mais tarde.

Comandos

O conversor EDIFACT suporta alguns comandos especiais. Os comandos disponíveis são:

EXIT

Este comando deixará o mapeamento atual, sem escrever o registro da tabela atual. Use com cuidado.

RUNASYNC

Este comando permite que você inicie um mapeamento diferente, como um pós-processamento. Mas não é necessário que os dados de tabela passem para o mapeamento seguinte e é possível especificar o mapeamento dinamicamente. Isso é usado principalmente em mapeamentos de pré-processos, onde se chama um mapeamento EDIFACT diferente, baseado no tipo de mensagem ou remetente. O comando com o nome SkipSegments pode ajudar a pular partes desnecessárias do arquivo EDIFACT e manter seu mapeamento pequeno.

SkipSegements

Este comando permite que você pule todos os dados EDIFACT até um segmento especificado. Isto é usado principalmente em mapeamentos pré-processados, onde você só quer analisar, por exemplo, o cabeçalho e pular o resto do arquivo, porque ele será processado por um mapeamento diferente. Também é possível usar isso para ignorar determinados tipos de mensagem, enquanto processa outros no mesmo mapeamento.

ReadUntilSegment

Depreciado desde a versão 4.00 do módulo. Este comando criará uma nova mensagem EDI e bloqueará as tabelas do sistema. Recomendamos usar os comandos SkipSegments em combinação com RUNASYNC

RUN

Depreciado desde a versão 4.00 do módulo. Por favor, use RUNASYNC em vez disso, se possível. O comando RUN bloqueará as tabelas do sistema EDI e evitará vários processos EDI ao mesmo tempo.

Funções do conversor

O conversor EDIFACT fornece ao objeto o nome EDIFACT que fornece a função especial SEGMENTCOUNT que pode ser usada para emitir o número de segmentos na mensagem EDIFACT atual. Este valor é tipicamente usado no segmento UNT para o elemento de dados com o nome: Number of Segments in a Message.

Importação / Exportação

Vamos discutir as propriedades e características das importações e exportações separadamente.

Importação de dados EDIFACT

Propriedades do cabeçalho do mapeamento de importação

Direction

Para importar dados EDIFACT para o Microsoft Dynamics NAV 2016, seleccione o valor da propriedade Import.

Encoding

Anveo EDI Connect tem suporte limitado para codificações. Não podemos suportar todas as variações, mas você pode tentar a melhor combinação da lista:

Default

Utilize a codificação interna do Microsoft Dynamics NAV 2016.

Windows-1252

Use a codificação do Windows. A página de código pode variar de acordo com a instalação.

MS Dos

Use uma codificação DOS.

UTF-8

Requer Microsoft Dynamics 2013R2 ou superior.

Use codificação UTF-8.

UTF-16

Requer Microsoft Dynamics 2013R2 ou superior.

Use codificação UTF-16.

Sample Search Depth

Você pode definir que o assistente para criar um novo mapeamento deve procurar múltiplas interpretações da estrutura de dados. Definir esta propriedade para um valor superior a um resultará em vários candidatos e num tempo de análise mais longo durante a execução do assistente de criação de mapas.

Importar loops / Grupo

A estrutura EDIFACT contém grupos, que não podem ser vistos a partir dos dados reais. Esses grupos são definidos na documentação e permitem repetir estruturas. Grupos podem ser usados, como qualquer outro loop para adicionar, por exemplo, tabelas.

Se você adicionar uma tabela no modo de escrita em uma importação EDIFACT, o conversor verificará as estruturas filho se todos os elementos obrigatórios estão presentes e se todos os filtros estão preenchidos. Isso é útil para adicionar ramos condicionais no mapeamento. Por outro lado, pode tornar a resolução de problemas mais difícil porque o mapeamento pode saltar peças.

Recomendamos configurar a propriedade Min. Repeat para pelo menos um, se você espera que a estrutura esteja presente no arquivo. Dessa forma, o módulo não precisa verificar a estrutura filha e pode tentar diretamente converter as linhas. Isto tornará o mapeamento um pouco mais rápido e também lhe dará melhores mensagens de erro caso a estrutura de mapeamento não corresponda ao arquivo.

Você também pode usar os loops sem adicionar uma tabela. Nas importações, eles se comportarão de forma similar a uma tabela no modo de escrita e verificarão a estrutura filha antes de entrar no loop. Você pode usar isso se não quiser importar os dados ou se estiver interessado apenas nos últimos valores do loop.

Propriedades da linha de dados de importação

Após criar uma linha de mapeamento EDI, você pode configurar as propriedades.

Importar linhas de dados de mapeamento de importação

Mostraremos apenas as propriedades das linhas de mapeamento EDI com a propriedade Type definida como Data como as outras propriedades se comportam como em qualquer outro mapeamento. Existem vários tipos de linhas de dados.

Edifact Type

Estas propriedades definem o tipo de linha de dados que você deseja configurar.

As opções disponíveis irão variar dependendo da posição que você tentar adicionar a linha de mapeamento. Algumas linhas de dados só são permitidas como filhos de outro tipo.

Esta lista mostrará todas as opções disponíveis para importações EDIFACT:

Service String Advice

A linha representa o segmento especial UNA, que é chamado de aviso de cadeia de serviço. Permite definir quais caracteres de controle são utilizados. De um ponto de vista técnico, também é obrigatório usar caracteres de não 7 bits no arquivo. Anveo EDI Connect usará os caracteres padrão, se não especificado de outra forma. Se o segmento UNA estiver no file, é necessário adicionar essa linha de dados ao mapeamento para poder importar o file. Esta linha não criará um erro, se o arquivo não contém o segmento. Os caracteres de controle reais usados são definidos atualmente no mapeamento. A

Segment

Um segmento define o tipo de dados que se segue. Em EDIFACT, os nomes dos segmentos geralmente têm três caracteres e definem uma função básica. Uma linha de mapeamento do tipo Segment especifica o identificador do segmento. Os dados reais são representados como linhas filho no mapeamento EDI.

Composite

Uma composição combina vários elementos de dados, que devem estar juntos. Uma composição só é visível no ficheiro se forem utilizados vários elementos de dados na composição. A composição em si não contém quaisquer dados.

DataElement

O elemento de dados é a estrutura que contém os dados reais, que podem ser mapeados para os campos.

Importação Service String Advice

Os caracteres de controle reais usados são definidos atualmente no mapeamento. A informação do ficheiro é actualmente ignorada. Em EDIFACT os caracteres são geralmente sempre os caracteres padrão.

Component Element Separator

O caractere de separação usado entre elementos de dados de um composto.

Element Separator

O caractere de separação usado entre elementos de dados fora de um compósito.

Decimal Notation

O caractere usado como um ponto decimal.

Release Indicator

Um caractere que pode ser usado para especificar que o seguinte caractere deve ser interpretado como um literal e não como um caractere de controle.

Repetition Separator

Um caractere que especifica uma repetição de um elemento de dados. Anveo EDI Connect não suporta neste momento elementos de dados repetidos.

Segment Terminator

O terminador do segmento, que terminará o segmento. Ou em outras palavras, este caractere é usado para separar segmentos diferentes.

Importação Segment

É necessário definir os segmentos que podem estar no file. Se você quiser analisar os dados, você também terá que adicionar os compostos e elementos de dados que você deseja processar. Um segmento pode ser condicional, o que significa que ele pode estar no arquivo, mas não precisa estar lá.

Agency

Esta propriedade pode ser utilizada para especificar a agência responsável pela norma EDIFACT que é utilizada. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: UN.

Version

Esta propriedade pode ser usada para especificar a versão EDIFACT que é usada. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: D96A

Message Type

Esta propriedade pode ser usada para especificar o tipo de mensagem EDIFACT que é usado. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: ORDERS

Mandatory

Especifica se um elemento deve estar no arquivo ou se é opcional.

Mandatory

O elemento tem de estar no ficheiro. Se esta linha de mapeamento for um filho de um loop, também pode ser usada como um critério de aceitação, quer o loop possa ser processado ou não, como descrito acima.

Conditional

O elemento é condicional. Não criar um erro se não estiver no arquivo. Este elemento não afeta a aceitação de um loop.

Position

Especifica a posição do segmento de acordo com a documentação EDIFACT. Esta propriedade é usada apenas para referência e em novas linhas para encontrar o segmento correto. A propriedade é ignorada durante a importação de um arquivo.

Spec. Max. Repeat

Define a freqüência com que o elemento pode ser repetido de acordo com a documentação. Isso não afeta a importação do arquivo, você tem que adicionar um loop ou duplicar a linha, se quiser processar várias instâncias.

Tag

Define o tag de segmento. O tag de segmento é o valor que aparece no arquivo, tipicamente três caracteres longos, como BGM, UNB etc.

Name

O nome não é usado atualmente e é apenas para referência.

Importação Composite

Agency

Esta propriedade pode ser utilizada para especificar a agência responsável pela norma EDIFACT que é utilizada. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: UN.

Version

Esta propriedade pode ser usada para especificar a versão EDIFACT que é usada. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: D96A

Mandatory

Especifica se a composição deve estar no segmento ou se é opcional.

Mandatory

O compósito tem de estar no segmento. Também pode ser usado como um critério de aceitação para o segmento pai.

Conditional

O composto é condicional. Não criar um erro se não estiver no arquivo. Este elemento não afeta a aceitação de um loop.

Position

Especifica a posição da composição de acordo com a documentação EDIFACT. A posição é tipicamente um número, como “010”. O número tem de ser divisível por 10. A mesma posição só pode ser lida uma vez. A propriedade de posição também pode alterar a posição da linha de mapeamento.

Tag

Define o tag da composição. Os tags típicos são “C001”, o tag não afeta o processamento de arquivos. Ele é usado principalmente para determinar automaticamente se o elemento é obrigatório de acordo com a norma, etc.

Name

O nome não é usado atualmente e é apenas para referência.

Importação DataElement

Agency

Esta propriedade pode ser utilizada para especificar a agência responsável pela norma EDIFACT que é utilizada. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: UN.

Version

Esta propriedade pode ser usada para especificar a versão EDIFACT que é usada. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: D96A

DestExpr

Especifica o destino dos dados. Temos uma secção separada sobre a expressão de destino. É possível deixar o tipo de expressão de destino em branco, se o usuário não desejar processar os dados, mas desejar posteriormente. É possível eliminar a linha de mapeamento se não desejar processar os dados.

Você pode usar filtros para definir critérios de aceitação, que não processarão uma parte do mapeamento ou criarão um erro, se os dados não corresponderem ao filtro. Especialmente para EDIFACT é altamente recomendável usar filtros, sempre que você tomar valores combinados com um qualificador para verificar se o qualificador é o esperado.

Mandatory

Especifica se o elemento de dados deve estar no segmento/composto ou se é opcional.

Mandatory

O elemento de dados deve estar no segmento/composto. Também pode ser usado como um critério de aceitação para o segmento pai.

Conditional

O elemento de dados é condicional. Não criar um erro se não estiver no arquivo. Este elemento não afeta a aceitação de um loop.

Position

Especifica a posição do elemento de dados de acordo com a documentação EDIFACT. A posição é tipicamente um número, como “010”. O número tem de ser divisível por 10. A mesma posição só pode ser lida uma vez. A propriedade de posição
também pode alterar a posição da linha de mapeamento.

Tag

Define o tag do elemento de dados. O tag não afeta o processamento de arquivos. Ele é usado principalmente para determinar automaticamente se o elemento é obrigatório de acordo com a norma, etc.

Name

O nome não é usado atualmente e é apenas para referência.

Spec. Data Type

Esta propriedade define o tipo de dados de acordo com a norma EDIFACT. Isso é apenas para fins informativos e não afeta o processamento.

Incorrect Length

Os seguintes valores são permitidos:

Ignore

Não verifique o comprimento da saída.

Max (Error)

Criar um erro se o valor for maior do que o permitido.

Max (Truncate with Warning)

Criar um aviso se o valor for maior do que o permitido e truncar a saída para o comprimento permitido.

Max (Truncate)

Truncar o valor, se ele é mais longo do que o permitido.

Max (Truncate…)

Truncar o valor, se ele é mais longo que o permitido e adicionar “…” no final para mostrar que o valor não está completo.

Exact (Error)

Criar um erro se a saída não tiver o comprimento especificado.

Exact (Truncate/Pad with Warning)

Truncar ou preencher o valor, se não tiver o comprimento especificado e criar um aviso.

Exact (Pad)

Criar um erro se o valor for maior do que o permitido. Aumente o valor se for muito curto.

Exact (Truncate/Pad)

Truncar ou rematar o valor para o número de caracteres dado.

Spec. Length Type

Esta propriedade define se o campo é de comprimento variável ou fixo de acordo com o padrão EDIFACT. Isso é apenas para fins informativos e não afeta o processamento.

Max. length

O campo é de comprimento variável.

Exact length

O campo tem um comprimento fixo.

Length

Define quantos caracteres são permitidos no elemento de dados.

Format Type

É possível selecionar a categoria de dados dos dados a serem importados.

Os seguintes valores estão disponíveis:

Auto

O campo é interpretado automaticamente, com base no tipo de dados de destino.

Date

Os dados são interpretados como uma data. Você pode especificar o formato com a característica Format String

Time

Os dados são interpretados como informações de tempo. Você pode especificar o formato com a característica Format String

Date/Time

Os dados são interpretados como informações de data/hora. Você pode especificar o formato com a característica Format String

Format String

Apenas disponível, se a propriedade Format Type estiver definida. Especifica a cadeia de formato de data/hora, como descrito no trabalho com cadeias de formato de data/hora.

Sample Values

É possível atualizar uma lista de valores de exemplo. O assistente de criação/atualização de mapeamento preencherá esta lista automaticamente a partir do arquivo de exemplo.

Exportação de dados EDIFACT

Propriedades do cabeçalho do mapeamento de exportação

Direction

Para exportar dados EDIFACT do Microsoft Dynamics NAV 2016, seleccione o valor da propriedade Export.

Encoding

Anveo EDI Connect tem suporte limitado para codificações. Não podemos suportar todas as variações, mas você pode tentar a melhor combinação da lista:

Default

Utilize a codificação interna do Microsoft Dynamics NAV 2016.

Windows-1252

Use a codificação do Windows. A página de código pode variar de acordo com a instalação.

MS Dos

Use uma codificação DOS.

UTF-8

Requer Microsoft Dynamics 2013R2 ou superior.

Use codificação UTF-8.

UTF-16

Requer Microsoft Dynamics 2013R2 ou superior.

Use codificação UTF-16.

Line Breaks

Os ficheiros EDIFACT podem ter quebras de linha após cada segmento. Isso tornará o arquivo um pouco maior, mas mais fácil de ler. Esta propriedade define se o conversor deve quebrar a linha de saída. Esta opção não pode ser alterada dinamicamente, se um parceiro exigir quebras de linha e outro não precisar criar dois mapeamentos separados. O conversor utilizará uma quebra de linha do Windows (retorno do carro e avanço de linha).

Sample Search Depth

Você pode definir que o assistente para criar um novo mapeamento deve procurar múltiplas interpretações da estrutura de dados. Definir esta propriedade para um valor superior a um resultará em vários candidatos e num tempo de análise mais longo durante a execução do assistente de criação de mapas.

Fallback Communication Channel

O canal de comunicação que deve ser usado, se não for especificado antes por outro mapeamento, código AL/C/AL ou usando as transações comerciais. Isto pode ser deixado em branco começando com Anveo EDI Connect 4.00.

Send Channel After Convert

Configura se o canal de comunicação deve ser enviado após a execução deste mapeamento. Isto pode ser usado para enviar automaticamente os arquivos, sem a necessidade de um trabalho separado.

Fallback Receiver Partner

É possível especificar um parceiro receptor que é usado como um fallback, caso não haja um parceiro especificado anteriormente. O parceiro é utilizado por alguns canais de comunicação para seleccionar o destinatário. E pode ser acessado dentro do mapeamento para saída, por exemplo, um número de identificação do parceiro.

Exportar Propriedades da Linha de Mapeamento de Exportação

Após criar uma linha de mapeamento EDI, você pode configurar as propriedades.

Linhas de dados de mapeamento de exportação

Mostraremos apenas as propriedades das linhas de mapeamento EDI com a propriedade Type definida como Data como as outras propriedades se comportam como em qualquer outro mapeamento. Existem vários tipos de linhas de dados.

Edifact Type

Estas propriedades definem o tipo de linha de dados que você deseja configurar.

As opções disponíveis irão variar dependendo da posição que você tentar adicionar a linha de mapeamento. Algumas linhas de dados só são permitidas como filhos de outro tipo.

Esta lista mostrará todas as opções disponíveis para importações EDIFACT:

Service String Advice

A linha representa o segmento especial UNA, que é chamado de aviso de cadeia de serviço. Permite definir quais caracteres de controle são utilizados. De um ponto de vista técnico, também é obrigatório usar caracteres de não 7 bits no arquivo. Anveo EDI Connect usará os caracteres padrão, se não especificado de outra forma. Se o segmento UNA estiver no file, é necessário adicionar essa linha de dados ao mapeamento para poder importar o file. Esta linha não criará um erro, se o arquivo não contém o segmento. Os caracteres de controle reais usados são definidos atualmente no mapeamento. A

Segment

Um segmento define o tipo de dados que se segue. Em EDIFACT, os nomes dos segmentos geralmente têm três caracteres e definem uma função básica. Uma linha de mapeamento do tipo Segment especifica o identificador do segmento. Os dados reais são representados como linhas filho no mapeamento EDI.

Composite

Uma composição combina vários elementos de dados, que devem estar juntos. Uma composição só é visível no ficheiro se forem utilizados vários elementos de dados na composição. A composição em si não contém quaisquer dados.

DataElement

O elemento de dados é a estrutura que contém os dados reais, que podem ser mapeados para os campos.

Exportação Service String Advice

Se você adicionar um “Service String Advice” (UNA) a um mapeamento de exportação de EDI, poderá configurar os caracteres usados no arquivo de saída. O segmento UNA deve ser a primeira linha de dados no mapeamento EDI.

Component Element Separator

O caractere de separação usado entre elementos de dados de um composto.

Element Separator

O caractere de separação usado entre elementos de dados fora de um compósito.

Decimal Notation

O caractere usado como um ponto decimal.

Release Indicator

Um caractere que pode ser usado para especificar que o seguinte caractere deve ser interpretado como um literal e não como um caractere de controle.

Repetition Separator

Um caractere que especifica uma repetição de um elemento de dados. Anveo EDI Connect não suporta elementos de dados repetidos no momento, mas você pode definir qual caractere é usado na saída do “Service String Advice”. Também a definição deste valor irá escapar automaticamente ao caractere de repetição nas saídas de dados.

Segment Terminator

O terminador do segmento, que terminará o segmento. Ou em outras palavras, este caractere é usado para separar segmentos diferentes. É possível especificar se devem ser usadas quebras de linha adicionais nas propriedades do cabeçalho de mapeamento.

Exportação Segment

Somente segmentos definidos no mapeamento podem ser emitidos. Então você tem que configurar todos os segmentos necessários no arquivo de saída.

Agency

Esta propriedade pode ser utilizada para especificar a agência responsável pela norma EDIFACT que é utilizada. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: UN. Esta propriedade não afeta a saída do conversor.

Version

Esta propriedade pode ser usada para especificar a versão EDIFACT que é usada. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: D96A Esta propriedade não afeta a saída do conversor.

Message Type

Esta propriedade pode ser usada para especificar o tipo de mensagem EDIFACT que é usado. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: ORDERS Esta propriedade não afeta a saída do conversor.

Conditional Output

Você pode definir essa propriedade para o valor True para gerar apenas a saída do elemento se uma expressão de origem especificada corresponder a um filtro especificado.

NAV Filter

Esta propriedade só está disponível se a propriedade Conditional Output estiver definida como True. Um filtro para verificar o SourceExpr contra. A expressão fonte será interpretada como texto para aplicação do filtro. O elemento só aparecerá na saída, se o valor da expressão de origem especificada estiver dentro do filtro especificado.

SourceExpr

Esta propriedade só está disponível se a propriedade Conditional Output estiver definida como True. Esta propriedade especifica qual valor deve ser usado para decidir se ele corresponde ao filtro dado e se o elemento deve aparecer na saída, ou não.

Mandatory

Especifica se um elemento deve estar no arquivo ou se é opcional.

Mandatory

O elemento tem de estar no ficheiro. Este campo está em exportações apenas para informação. O conversor não pode detectar elementos obrigatórios em falta.

Conditional

O elemento é condicional.

Position

Especifica a posição do segmento de acordo com a documentação EDIFACT. Esta propriedade é usada apenas para referência e em novas linhas para encontrar o segmento correto. A propriedade não afeta a saída do conversor.

Spec. Max. Repeat

Define a freqüência com que o elemento pode ser repetido de acordo com a documentação. Isso não afeta a saída do conversor e não é verificado durante a saída.

Tag

Define o tag de segmento. O tag de segmento é o valor que aparece no arquivo, tipicamente três caracteres longos, como BGM, UNB etc.

Name

O nome não é usado atualmente e é apenas para referência.

Exportação Composite

Agency

Esta propriedade pode ser utilizada para especificar a agência responsável pela norma EDIFACT que é utilizada. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: UN. Isso não afeta a saída do conversor.

Version

Esta propriedade pode ser usada para especificar a versão EDIFACT que é usada. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: D96A Isso não afeta a saída do conversor.

Conditional Output

Você pode definir essa propriedade para o valor True para gerar apenas a saída do elemento se uma expressão de origem especificada corresponder a um filtro especificado.

NAV Filter

Esta propriedade só está disponível se a propriedade Conditional Output estiver definida como True. Um filtro para verificar o SourceExpr contra. A expressão fonte será interpretada como texto para aplicação do filtro. O elemento só aparecerá na saída, se o valor da expressão de origem especificada estiver dentro do filtro especificado.

SourceExpr

Esta propriedade só está disponível se a propriedade Conditional Output estiver definida como True. Esta propriedade especifica qual valor deve ser usado para decidir se ele corresponde ao filtro dado e se o elemento deve aparecer na saída, ou não.

Mandatory

Especifica se a composição deve estar no segmento ou se é opcional.

Mandatory

O compósito tem de estar no segmento. Esta propriedade é apenas para informação e não afecta a saída do conversor.

Conditional

O composto é condicional.

Position

Especifica a posição da composição de acordo com a documentação EDIFACT. Esta propriedade é importante, uma vez que também define a forma de saída da informação no ficheiro. A posição é tipicamente um número, como “010”. O número tem de ser divisível por 10. A mesma posição só pode ser escrita uma vez. A propriedade de posição também pode alterar a posição da linha de mapeamento.

Tag

Define o tag da composição. Os tags típicos são “C001”, o tag não afeta o processamento de arquivos. Ele é usado principalmente para determinar automaticamente se o elemento é obrigatório de acordo com a norma, etc.

Name

O nome não é usado atualmente e é apenas para referência.

Exportação DataElement

Agency

Esta propriedade pode ser utilizada para especificar a agência responsável pela norma EDIFACT que é utilizada. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: UN. Esta propriedade não afeta a saída no arquivo.

Version

Esta propriedade pode ser usada para especificar a versão EDIFACT que é usada. Isso é opcional, mas sem essa informação o conversor não pode detectar automaticamente se um elemento é, por exemplo, obrigatório. Um valor típico é: D96A Esta propriedade não afeta a saída no arquivo.

SourceExpr

Especifica a fonte dos dados a serem escritos. Temos uma secção separada sobre a propriedade da expressão de origem.

Conditional Output

Você pode definir essa propriedade para o valor True para gerar apenas a saída do elemento se uma expressão de origem especificada corresponder a um filtro especificado.

NAV Filter

Esta propriedade só está disponível se a propriedade Conditional Output estiver definida como True. Um filtro para verificar o SourceExpr contra. A expressão fonte será interpretada como texto para aplicação do filtro. O elemento só aparecerá na saída, se o valor da expressão de origem especificada estiver dentro do filtro especificado.

SourceExpr

Esta propriedade só está disponível se a propriedade Conditional Output estiver definida como True. Esta propriedade especifica qual valor deve ser usado para decidir se ele corresponde ao filtro dado e se o elemento deve aparecer na saída, ou não.

Mandatory

Especifica se o elemento de dados deve estar no segmento/composto ou se é opcional.

Mandatory

O elemento de dados deve estar no segmento/composto. Definir um elemento como obrigatório resultará na geração da saída, mesmo que o valor esteja vazio. Isso pode resultar em arquivos inválidos, como elementos obrigatórios devem sempre ter um valor. O conversor não criará um erro neste caso. O usuário deve verificar se as informações necessárias para a exportação estão presentes através de um mapeamento de verificação.

Conditional

O elemento de dados é condicional.

Position

Especifica a posição do elemento de dados de acordo com a documentação EDIFACT. A posição é importante para que o conversor decida onde enviar a informação. A posição é tipicamente um número, como “010”. O número tem de ser divisível por 10. A mesma posição só pode ser escrita uma vez. A propriedade de posição também pode alterar a posição da linha de mapeamento.

Tag

Define o tag do elemento de dados. O tag não afeta o processamento de arquivos. Ele é usado principalmente para determinar automaticamente se o elemento é obrigatório de acordo com a norma, etc.

Name

O nome não é usado atualmente e é apenas para referência.

Spec. Data Type

Esta propriedade define o tipo de dados de acordo com a norma EDIFACT. Isso é apenas para fins informativos e não afeta o processamento.

Incorrect Length

Os seguintes valores são permitidos:

Ignore

Não verifique o comprimento da saída.

Max (Error)

Criar um erro se o valor for maior do que o permitido.

Max (Truncate with Warning)

Criar um aviso se o valor for maior do que o permitido e truncar a saída para o comprimento permitido.

Max (Truncate)

Truncar o valor, se ele é mais longo do que o permitido.

Max (Truncate…)

Truncar o valor, se ele é mais longo que o permitido e adicionar “…” no final para mostrar que o valor não está completo.

Exact (Error)

Criar um erro se a saída não tiver o comprimento especificado.

Exact (Truncate/Pad with Warning)

Truncar ou preencher o valor, se não tiver o comprimento especificado e criar um aviso.

Exact (Pad)

Criar um erro se o valor for maior do que o permitido. Aumente o valor se for muito curto.

Exact (Truncate/Pad)

Truncar ou rematar o valor para o número de caracteres dado.

Spec. Length Type

Esta propriedade define se o campo é de comprimento variável ou fixo de acordo com o padrão EDIFACT. Isso é apenas para fins informativos e não afeta o processamento.

Max. length

O campo é de comprimento variável.

Exact length

O campo tem um comprimento fixo.

Length

Define quantos caracteres são permitidos no elemento de dados.

Format Type

É possível selecionar a categoria de dados dos dados a serem importados.

Os seguintes valores estão disponíveis:

Auto

O campo é formatado automaticamente, com base no tipo de dados de origem.

Text

O campo é formatado como texto.

Date/Time

Uma informação de data/hora. O formato pode ser especificado por um qualificador que representa os qualificadores DTM permitidos do padrão EDIFACT. Você pode usar os outros formatos Data e Data/Hora, se quiser especificar o formato de outra forma.

Date/Time Format

Os dados são formatados como uma informação de data e hora. Você pode especificar o formato com a característica Format String

Date Format

Os dados são formatados como informações de data. Você pode especificar o formato com a característica Format String

Number

Os dados são formatados como um valor numérico.

Format Qualifier

Apenas disponível, se a propriedade Format Type estiver definida como Date/Time.

Você pode usar a pesquisa para ver todos os formatos disponíveis. Os números são iguais aos do qualificador de formato EDIFACT para campos DTM.

Format String

Apenas disponível, se a propriedade Format Type estiver em Date/Time Format ou Cadeia de caracteres de formato de Date format.

Se a propriedade Format Type estiver definida como NAV Format String, você pode inserir a string de formato, como descrito na ajuda AL / C/AL.

Se definido como data/hora, é possível entrar uma cadeia de formato, como descrito no trabalho com cadeias de formato de data/hora.

Blank Zeros

Apenas disponível, se a propriedade Format Type estiver definida como Number. Se disponível, especifica que os valores vazios devem ser enviados como um campo vazio em vez da representação vazia padrão.

Decimal Character

Apenas disponível, se a propriedade Format Type estiver definida como Number. Especifica qual caractere deve ser usado como separador decimal. Para EDIFACT você provavelmente não deve alterar o valor.

Thousands Separator Character

Apenas disponível, se a propriedade Format Type estiver definida como Number. Se milhares devem ser separados e se, qual caractere deve ser usado. Para EDIFACT você provavelmente não deve alterar o valor.

Max. Decimal Places

Apenas disponível, se a propriedade Format Type estiver definida como Number. A contagem máxima de casas decimais que devem ser emitidas.

Min. Decimal Places

Apenas disponível, se a propriedade Format Type estiver definida como Number. A contagem mínima de casas decimais que devem estar na saída. Isto preencherá automaticamente os lugares em falta com zeros.

Sign

Apenas disponível, se a propriedade Format Type estiver definida como Number. Se deve emitir o sinal positivo/negativo.

Negative Only

Apenas emite o sinal “-“.

Always

Emita o sinal “+” e “-“.

Sign after Value

Apenas disponível, se a propriedade Format Type estiver definida como Number. Se devemos colocar o sinal depois dos números. Para EDIFACT você provavelmente não deve alterar o valor e deixá-lo no valor padrão.

Sample Values

É possível atualizar uma lista de valores de exemplo. O assistente de criação/atualização de mapeamento preencherá esta lista automaticamente a partir do arquivo de exemplo.